Último trimestre apresentou ligeira melhora

A divulgação dos dados de criminalidade provoca clima de grande apreensão no governo

Bruno Tavares e Rodrigo Brancatelli - O Estado de S. Paulo,

02 de fevereiro de 2010 | 04h01

Apesar da piora generalizada nos índices criminais, o segundo semestre do ano passado teve leve melhora em relação ao primeiro do ano que passou. No governo, a avaliação é de que a crise econômica foi um dos principais causadores das pioras dos números em Segurança Pública. Os 58 mil casos de roubos registrados no quarto trimestre do ano passado já é o menor valor trimestral desde que o ano começou, mostrando tendência de queda no decorrer do ano. O mesmo ocorreu nos casos de latrocínios. No último trimestre do ano passado, foram registrados 52 casos, o menor valor trimestral do ano.

 

A expectativa no governo é de que o crescimento econômico ajude na reversão dos índices de violência, tendência que já vem sendo demonstrada pelos últimos resultados.

 

A divulgação dos dados de criminalidade vem sendo tratada no governo estadual em um clima de grande apreensão. De acordo com a legislação, a divulgação do balanço anual deveria ter sido divulgada até o último dia útil de janeiro. A expectativa era de que os dados fossem divulgados ainda na sexta-feira. Depois, o balanço ficou para ser distribuído à imprensa na segunda-feira, 1. Mas os dados acabaram sendo enviados somente para a Imprensa Oficial, para a publicação dos números no Diário Oficial do Estado.

Mais conteúdo sobre:
criminalidadeviolência

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.