Um em cada cinco brasileiros sofreu agressão dos pais na infância

Dados são do 2° Levantamento Nacional de Álcool e Drogas realizado pela Unifesp que analisa relação entre violência na infância e uso de drogas na idade adulta

Fabiana Cambricoli, O Estado de S. Paulo

07 de maio de 2014 | 12h44

Um em cada cinco brasileiros já sofreu agressão física dos pais ou cuidadores durante a infância, segundo dados do 2° Levantamento Nacional de Álcool e Drogas (Lenad), realizado por pesquisadores da Unifesp. Divulgada nesta quarta-feira, 7, essa etapa da pesquisa teve como objetivo analisar a relação da violência sofrida na infância com o desenvolvimento de dependência química na fase adulta.

De acordo com os pesquisadores, o levantamento mostrou que enquanto na população geral, 21% dizem ter sido agredidos quando crianças, entre os usuários de cocaína, esse número sobe para 52% dos entrevistados.

"Sabemos que sofrer estresse precoce afeta as mesmas áreas do cérebro relacionadas com o desenvolvimento de dependência química, portanto, ser agredido é um fator de risco para o uso de drogas", diz Clarice Madruga, pesquisadora da Unifesp e uma das coordenadoras do estudo.

O Lenad mostrou ainda que 5% dos brasileiros relataram já ter sofrido abuso sexual na infância ou adolescência. Na maioria dos casos (58%), o autor do abuso era parente ou amigo da família.

Os pesquisadores entrevistaram 4.607 pessoas em 149 municípios brasileiros.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.