Um morto e 9 feridos em tentativa de assalto

Uma tentativa de assalto, na noite desta sexta-feira, resultou na morte de um bandido e deixou outras nove pessoas feridas ? entre elas uma menina de sete anos e sua mãe ? em Barros Filho, zona norte do Rio.Às 19 horas, na Estrada João Paulo, quatro homens armados tentaram roubar o Vectra verde do comerciante João Marcos Detoni.Policiais do serviço reservado do 9º Batalhão de Polícia Militar passavam pelo local e reagiram. Houve perseguição e intensa troca de tiros. O motorista do Vectra foi atingido em um dedo.O assaltante Vitor Rosa Nunes de Souza, conhecido como Lobão, foi morto quando tentava fugir em uma kombi de passageiros, também roubada no local. Seu comparsa André Luis Nascimento Lacerda, de 28, levou três tiros e foi preso, mas não corre risco de vida. Os outros bandidos escaparam.A menina Fernanda Bernardo da Cruz, de sete anos, e sua mãe, Marilene Bernardo da Cruz, foram atingidas. Duas outras pessoas e um policial militar foram internados, em estado grave, no Hospital Carlos Chagas, onde todas as vítimas foram socorridas.O hospital não deu informações sobre o quadro clínico dos baleados. O tiroteio aconteceu num ponto muito movimentado, perto de um viaduto, e deixou marcas nos muros e nas placas de trânsito do local.A lataria e os vidros do Vectra e da Kombi ficaram com várias perfurações. ?Eles (os bandidos) deram azar, porque a cinqüenta metros do assalto estava uma equipe da P2 (serviço reservado) do 9º batalhão?, disse o delegado Alberto Leite, da 39ª Delegacia Policial (Pavuna), onde o caso foi registrado.De acordo com o relato do policial, ao verem Detoni ser arrancado da direção do Vectra, os PMs entraram em ação. Três armas ? uma pistola 380 e dois revólveres calibre 38 ? foram apreendidas com os criminosos.O delegado confirmou que o Vectra já pertenceu ao prefeito de Nilópolis (Baixada Fluminense), Farid Abraão David. Mas desmentiu que a hipótese de atentado contra o político esteja sendo investigada. ?Não tem nada a ver?, resumiu.O prefeito, que é irmão do banqueiro do jogo do bicho Anísio Abraão David, informou que o carro foi vendido há seis meses, mas os documentos ainda ainda estão em seu nome.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.