Um plantão na Rocinha para ouvir queixas de abusos

A Secretaria de Direitos Humanos do Rio montou, hoje, um "plantão" na Rocinha, depois que moradores da favela denunciaram abusos supostamente cometidos pela polícia. O secretário estadual de Direitos Humanos, coronel Jorge da Silva, visitou a favela e conversou com os moradores."A população está com muito medo, mas ao mesmo tempo muito satisfeita com a presença da polícia, e quer a suapermanência", assegurou o subsecretário de Direitos Humanos, Paulo Bahia, que permanecia de prontidão, no fim da tarde deontem, na Rocinha. Bahia e o comandante do 23º Batalhão da Polícia Militar, coronel Jorge Braga, reuniram-se pela manhã com representantes da associação de moradores para ouvir suas queixas.

Agencia Estado,

15 de abril de 2004 | 16h52

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.