Um turista morre e outro fica ferido em dois crimes em Praia Grande

Duas graves ações de bandidos contra turistas aconteceram neste feriado em Praia Grande, na Baixada Santista. O primeiro crime, que causou a morte de um jovem de 18 anos, aconteceu na madrugada de quinta-feira em um quiosque no Balneário Paquetá. Já a segunda ocorrência deixou um turista ferido.Após ter seu celular roubado, o turista Eduardo Carraro Valentim foi avisar outros clientes do quiosque onde estava sobre a presença dos assaltantes, mas os criminosos perceberam e começaram a atirar contra as pessoas. Valentim foi atingido na cabeça, não resistiu e morreu no hospital. Dois adolescentes de 16 e 17 anos que acompanhavam a vítima foram baleados na mão e na perna, mas passam bem. Os autores do latrocínio fugiram levando dois celulares, um aparelho de MP3 e R$ 12.Em um outro crime, ocorrido na tarde de quinta-feira na orla da Vila Tupy, o turista Roberto de Albuquerque Campos, de 43 anos, foi baleado no peito e no braço e está internado em São Paulo. O autor dos disparos, Rodrigo de Oliveira, de 20 anos, foi preso em flagrante. Campos foi baleado ao enfrentar o bandido, que havia tentado roubar a câmera fotográfica digital de sua filha.De acordo com o chefe dos investigadores do 2º. DP da Praia Grande, Mauricio Monteiro, a investigação do latrocínio está caminhando e até terça-feira os criminosos já deverão ter sido identificados e presos. "Mas o autor do disparo é um criminoso sem expressão, iniciante", diz Monteiro. Para o policial, ambos os crimes foram isolados. "Foram fatalidades que não caracterizam esse feriado como violento", completa.

Agencia Estado,

13 de outubro de 2006 | 21h33

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.