Uma denúncia à polícia? Escreva um bilhetinho

Para incentivar as denúncias da população sobre crimes, a Polícia Militar de Descalvado, na região de Ribeirão Preto, colocou sete caixas de papelão em supermercados da cidade para que as comunicações ocorram através de bilhetes. "A idéia era abrir um canal de contato com a população, que fica com medo de denunciar pelo 190 e ser identificada pelo bina", diz o tenente Luiz Sérgio Mussolini Filho, comandante da PM no município. A medida foi adotada no ano passado e, devido ao bom resultado, está sendo colocada em prática mais uma vez. No início de 2003, dez caixas foram colocadas em sete supermercados e três farmácias de Descalvado, que tem cerca de 30 mil habitantes e flutuação de 6 mil, devido aos estudantes universitários.Em três meses, 140 bilhetes foram recolhidos, o que possibilitou à PM fazer uma triagem e chegar a 25 casos. Dessas informações, chegou-se à possibilidade de que dez casas poderiam vender drogas. Os mandados de busca judiciais foram concedidos e quatro traficantes foram presos. Surtiu mais resultado do que o disque-denúncia por telefone, que atende, em média, duas ou três ligações. As caixas de papelão foram retiradas em maio e só agora recolocadas. O tenente Mussolini explica: "Fizemos isso para não cair em descaso e desuso." Neste ano, as caixas foram colocadas nos mercados no dia 15 e ficam até março ou abril à disposição da população. Os casos que não forem de responsabilidade da PM (como maus-tratos a crianças ou animais) serão encaminhados aos órgãos competentes. Descalvado teve, em 2003, apenas um homicídio (contra dois em 2002), além de 16 roubos, sete furtos em veículos e 129 furtos.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.