Uma tesoura dentro do corpo depois de uma cirurgia

Pat Skinner, uma mulher de 69 anosresolveu processar o hospital australiano em que, em maio de2001, realizou uma cirurgia para retirar uma parte do colo.Dezoito meses após ser submetida a operação, a mulher descobriuque os médicos haviam esquecido uma tesoura dentro de seucorpo. Ela confirmou hoje que durante meses sentia muitas dores,depois que os médicos do hospital St. George, em Sidney, naAustrália realizaram a intervenção cirúrgica. De tanto insistir, foi submetida a uma radiografia,18 meses depois da cirurgia inicial. Foi confirmado que havia,dentro de seu abdômen, uma tesoura cirúrgica de 17 centímetros. "Me senti devastada, não podia crer no que via na imagem",afirmou Pat Skinner, em entrevista à rede de televisão Sky News."Foi muito traumático e extremamente doloroso", conclui apaciente. Pat abriu um processo contra o hospital querealizou a operação. Os responsáveis pelo hospital St. George de Sidney pediramdesculpas pelo acidente e disseram que planejamtomar uma atitude judicial, porém, não forneceu nenhum detalhesobre o que será feito. Fontes do hospital informaram que a tesoura foi extraída emoutubro de 2002. O médico responsável pela cirurgia não teve onome revelado. Uma porta-voz do centro cirúrgico, que pediu paranão ser identificada afirmou que os advogados de ambas as partesnegociam um acordo. Outra fonte afirmou que não havia explicação para o ocorridoque não o erro humano, e portanto, nada poderia ser feito parareparar o acontecido.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.