Uma tonelada de cocaína apreendida em Campinas

A Polícia Federal de São Paulo apreendeu hoje, em Campinas, em um galpão no Jardim Santa Mônica, quase uma tonelada de cocaína, a maior apreensão da droga no Estado nos últimos oito anos. Segundo o delegado da Polícia Federal Wagner Castilho, cinco pessoas foram presas, inclusive Juan Carlos Valderama Castilho, que domina um dos cartéis de Cali, na Colômbia, de onde veio da droga apreendida. O narcotraficante foi detido em um flat, em São Paulo, de onde acompanhava o transporte da cocaína. ?A droga é dele. Ele é o mentor do tráfico e contratou todos os brasileiros envolvidos na operação?, garantiu o delegado. Outra pessoa foi presa em São Paulo e três no armazém em Campinas.A droga está estimada em US$ 40 milhões. Seria distribuída na Europa, Ásia, Oceania e no Brasil, pelas cidades de São Paulo e Rio de Janeiro, conforme o delegado. A cocaína veio da Colômbia. Chegou a Campinas em vários vôos em aviões pequenos e foi desembarcada no Aeroclube dos Amarais, a cerca de 500 metros do galpão. A droga estava guardada em paredes falsas do armazém. Nos pacotes do pó, havia um símbolo, representando uma pérola negra, com a inscrição qualidade garantida, em espanhol.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.