União e Estado devem se unir para barrar crime, diz Viegas

O ministro da Defesa, José Viegas, disse que vê com preocupação a situação da criminalidade no Rio de Janeiro e afirmou que a sociedade civil e os governos federal e estadual devem unir esforços para "deter a marcha da anarquia que os bandidos tentam impor à cidade". Viegas ressaltou, porém, que o problema é prioritariamente do Estado e de caráter policial. Mas disse que as Forças Armadas estão prontas para dar o apoio necessário. Viegas está no Rio hoje lançando projeto em parceria com o Ministério dos Esportes, no Centro de Educação Física Almirante Adalberto Nunes da Marinha.Veja o especial:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.