União libera R$ 40 mi para estradas

Federais estão em situação crítica; ministros seguem para SC e presidente Lula vai visitar os desabrigados amanhã

JÚLIO CASTRO, O Estadao de S.Paulo

26 de novembro de 2008 | 00h00

O governo federal vai liberar, preliminarmente, R$ 40 milhões para a recuperação das rodovias federais danificadas pelos deslizamentos em Santa Catarina. A promessa foi feita ontem, em Florianópolis, pelo ministro dos Transportes, Alfredo Nascimento, num encontro na residência oficial do governador catarinense, Luiz Henrique da Silveira. O presidente Luiz Inácio Lula da Silva também anunciou que fará uma visita de solidariedade às vítimas da enchente, a partir de amanhã. O governador pediu a rápida liberação de recursos do Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS) para a população que teve prejuízos com a chuva.Ainda em Santa Catarina, o ministro da Integração Nacional, Geddel Vieira Lima, e o secretário especial de Aqüicultura e Pesca, Altemir Gregolin, prometeram que não faltarão recursos para atender as famílias atingidas. O governo federal deve disponibilizar nos próximos dias um crédito extraordinário. Hoje também deverão desembarcar no Estado os ministros da Defesa, Nelson Jobim; das Cidades, Márcio Fortes; e da Saúde, José Gomes Temporão. PISTAS INTERDITADASQuatro rodovias federais e nove estaduais continuam interditadas, por queda de barreiras e alagamentos. A Polícia Rodoviária Federal mobilizou 520 agentes e quatro helicópteros, três deles deslocados de Brasília, Curitiba e Recife, para efetuar os trabalhos de socorro e remoção de vítimas. A corporação recomenda aos motoristas, sobretudo os caminhoneiros, que evitem viajar para o Estado enquanto as chuvas não diminuírem. A situação mais crítica é a do km 235 da BR-101, em Palhoça, na Grande Florianópolis. Principal ligação litorânea com o Sul do Brasil, a pista tem previsão de liberação apenas para sábado. Um desvio precário, de três quilômetros, é utilizado por veículos de emergência.A BR-470, principal ligação entre o litoral e a maioria das cidades atingidas no Vale do Rio Itajaí-Açu, incluindo Blumenau, Ilhota e Gaspar, está interditada em dois pontos: no km 41 e no km 46. A liberação da área deve ocorrer em 72 horas.Mais ao norte do Estado, no km 113 da BR-101, em Itajaí, a água não baixou, assim como no km 12 e no km 13, no município de Garuva, quase divisa com o Paraná. A rota alternativa para quem quer deixar Santa Catarina com destino ao Paraná segue pelo município de Araquari. É preciso acessar a BR-280, passando por Guaramirim, até São Bento do Sul, seguindo pela PR-420 ou por Mafra - onde é possível alcançar a BR-116.A BR-282, principal acesso do litoral à região serrana, no município de Águas Mornas, teve ontem mais uma queda de barreira. A Polícia Rodoviária Federal liberou o tráfego para veículos de passeio.Informações sobre as rodovias federais do Estado: 0800-603-0101, de segunda a sexta-feira, das 8 às 20h

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.