Unidos do Peruche não aceita ser rebaixada e vai recorrer

A escola de samba Unidos do Peruche, que ficou em penúltimo lugar no desfile do Grupo Especial em São Paulo e deve ser rebaixada para o Grupo de Acesso, já avisou: vai recorrer das notas que recebeu dos jurados. "Acho que fui injustiçado", disse o presidente da escola, Antônio Chaves Dias. Ele desmentiu boatos de que a Peruche iria procurar a Justiça para discutir as notas. "Não vamos entrar na Justiça. Temos foro próprio para resolver isso, na Liga das Escolas de Samba." Em reunião ontem à tarde com integrantes da agremiação, ficou decidido que o melhor é esperar que os jurados entreguem as justificativas pelas notas - por escrito e em cenas de vídeo -, o que deve ocorrer amanhã. "Daí teremos no mínimo dez dias para recorrer administrativamente. É um prazo bom. Só depois das justificativas poderemos definir os fundamentos do recurso. Tudo que existe até agora é especulação." A Gaviões da Fiel e a Mancha Verde mal saíram da avenida e já pensam no carnaval do próximo ano. Egressa do Acesso, a Gaviões agora se juntou à Mancha no chamado Grupo Especial Esportivo, que reúne apenas as duas escolas. Mas ambas querem participar do Grupo Especial. Segundo a Assessoria de Imprensa da Gaviões, apesar de ter uma liminar garantindo a participação no Grupo Especial, a escola não pensa em usar essa medida, por enquanto. O objetivo é resolver tudo na própria associação. O regulamento da Liga, aliás, é claro: entrou na Justiça, não desfila. O presidente da Mancha, Paulo Serdan, disse que também pretende discutir o assunto com as outras escolas. "Mas se não der e eles (Gaviões) usarem a (liminar) deles, teremos de tentar outro caminho também."

Agencia Estado,

22 Fevereiro 2007 | 11h38

Mais conteúdo sobre:
carnaval carnaval 2007

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.