Universitária desaparece enquanto fazia rafting no RS

A estudante universitária Michele Guimarães Rocha, de 26 anos, está desaparecida desde sábado, 27, quando sofreu um acidente praticando rafting no rio das Antas, no limite entre os municípios de Nova Roma do Sul e Farroupilha, no noroeste do Rio Grande do Sul. Ao final de mais um dia de buscas frustradas, nesta segunda-feira, os bombeiros e mergulhadores admitiam que são pequenas as chances de ela ser encontrada com vida.Apaixonada pela natureza, Michele costuma organizar passeios com amigos e colegas do curso de Direito da Fundação Universidade de Rio Grande.No final de semana, a estudante estava descendo o rio das Antas a bordo de um bote inflável com mais três amigos. A embarcação bateu numa pedra e virou num local em que a correnteza é forte e a profundidade chega a quatro metros. Os outros tripulantes conseguiram sair logo das águas, mas Michele não foi mais vista, apesar de estar com equipamento de segurança.Nesta segunda-feira nove pessoas, entre bombeiros e voluntários, participaram das buscas. Uma equipe percorreu de barco 30 quilômetros do percurso do rio sem encontrar vestígios da universitária.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.