Universitária morre após cirurgia de lipoaspiração

A estudante de medicina veterinária Helen de Moura Burati, de 18 anos, faleceu no início da noite de sexta-feira, no hospital Beneficência Portuguesa, em Ribeirão Preto/SP. Ela foi levada ao hospital depois de passar por uma cirurgia de lipoaspiração no abdome realizada na quinta-feira, na clínica do ginecologista Vânderson Bullamah.Segundo relatos de familiares da vítima, após a cirurgia ela recebeu alta e foi para casa. No final da tarde de sexta-feira, Helen começou a passar mal e foi levada para o hospital apresentando falta de ar, sudorese e taquicardia. Com o quadro considerado bastante grave pelo corpo clínico do hospital, a estudante foi encaminhada para a UTI, onde acabou falecendo por volta das 19h30.Por determinação do delegado Samuel Zanferdini, o corpo foi encaminhado ao Centro de Medicina Legal para ser necropsiado. De acordo com o delegado, somente o laudo do Centro poderá apontar se houve erro médico no caso. Foram abertos um boletim de ocorrência de verificação de óbito e um inquérito policial para apurar a morte da estudante.Esta não é a primeira morte que ocorre após cirurgias realizadas pelo Dr. Bullamah. Em 1996 a bancária Vera Lúcia Caressato, de 49 anos, e a dona-de-casa Maria Inês Guerino, de 39 anos, também morreram após serem operadas pelo ginecologista. Além das mortes, várias pacientes acusam o médico de terem seqüelas, como queimaduras e deformação do corpo, após as cirurgias feitas com ele. Em setembro de 1999 o médico ficou preso durante 15 dias, para as apurações do caso envolvendo a bancária Vera Lúcia. Ele foi liberado graças a um habeas-corpus.Na manhã deste sábado o médico Vanderson Bullamah não foi encontrado para comentar o caso. Os telefones de sua clínica não atenderam e, na casa dele, a empregada informou que não sabia onde o médico estava.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.