UPP de Manguinhos, na zona norte do Rio, é atacada a tiros por traficantes

Bandidos também jogaram bombas e morteiros contra a base e houve tiroteio na noite de segunda-feira; ninguém ficou ferido

Marcelo Gomes, O Estado de S. Paulo

26 de novembro de 2013 | 09h49

RIO - Um contêiner da Unidade de Polícia Pacificadora (UPP) da Favela de Manguinhos, zona norte do Rio, foi atacado a tiros por traficantes, por volta das 19h30 dessa segunda-feira, 25. Os bandidos também jogaram bombas e morteiros contra a base. Os policiais revidaram o ataque e houve tiroteio. Ninguém ficou ferido. Por causa do confronto, a estação de trem de Manguinhos chegou a ficar fechada entre 20h34 e 21h10.

Um pouco mais cedo, um grupo de policiais que patrulhavam a localidade conhecida como Coreia também foi alvo de morteiros, mas escapou ileso.

Foi solicitado reforço e policiais de UPPs vizinhas chegaram rapidamente a Manguinhos. Dezessete jovens que estavam nas proximidades dos locais dos ataques foram detidos e levados à 21ª Delegacia de Polícia (Bonsucesso). Após averiguação, todos foram liberados.

Policiais de dez UPPs continuam reforçando o patrulhamento na Favela de Manguinhos nesta terça-feira, 26. De acordo com a Coordenadoria de Polícia Pacificadora, o clima é tranquilo nesta manhã.

A UPP Manguinhos foi inaugurada em janeiro deste ano.

Tudo o que sabemos sobre:
UPPManguinhosRio

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.