UPP no Rio é atacada após prisão de suspeito

Durante patrulhamento feito no Morro do Zinco, policiais encontraram seis homens que fugiram do local com a chegada dos policiais

estadão.com.br,

13 de dezembro de 2011 | 08h51

SÃO PAULO - A Unidade de Polícia Pacificadora (UPP) São Carlos, no Rio, foi atacada na madrugada desta segunda-feira, 12, logo após a prisão de um suposto criminoso da região.

Durante patrulhamento feito no Morro do Zinco, policiais da UPP São Carlos encontraram seis homens que fugiram do local com a chegada dos policiais. Dois deles efetuaram disparos de arma de fogo contra os policiais e um deles foi preso.

Brion Bonfim Bezerra, de 20 anos, estava com uma pistola calibre 40, apreendida durante a ação contra os policiais. Minutos após a prisão dele, tiros foram ouvidos partindo do alto do morro.

Segundo a polícia, os criminosos atiraram contra a base da UPP com tiros e pedradas, mas o local não foi atingido e ninguém se feriu. O caso foi registrado na 6ª DP (Cidade Nova).

Em 25 dias, policiais da UPP São Carlos prenderam 15 pessoas e apreenderam nove pistolas, uma granada, 101 munições de diversos calibres, 445 trouxinhas de maconha, 37 sacolés de cocaína, e ainda recuperaram quatro automóveis roubados e seis motocicletas irregulares.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.