US$ 1,5 mil por mala perdida na UE

Noventa mil malas são perdidas por dia no mundo em aeroportos. O dado foi divulgado pela União Europeia (UE), que ontem propôs novas leis contra empresas aéreas que não consigam recuperar as malas de passageiros e pediu novas compensações por item desaparecido. A UE anunciou que quer que cada empresa pague pelo menos US$ 1,5 mil por mala perdida. O projeto teria de ser aprovado até 2010. "Estamos enfrentando um sério problema", afirmou Antonio Tajani, comissário de Transporte da Comissão Europeia. "Não é normal que isso ocorra com tanta frequência a cada viagem", disse, admitindo que viaja só com mala de mão para evitar o transtorno. Entre janeiro e outubro do ano passado, 4,6 milhões de malas foram extraviadas por empresas europeias. A cada 64 passageiros, uma mala desaparece em viagens. Grande parte do problema decorre da falta de coordenação entre empresas e aeroportos.Somente na Europa, são 10 mil malas perdidas por dia. A Associação de Empresas Aéreas da Europa rebate a tendência e alerta que está conseguindo reduzir o número de malas perdidas por passageiro. Neste ano, a média é de 13 malas extraviadas a cada mil pessoas. No ano passado, eram 15,5 malas. A UE também espera conseguir a criação de uma agência que faça a vigilância das aéreas. O pacto terá de passar pelo Parlamento Europeu, onde deve enfrentar resistência.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.