Vaca é avaliada em R$ 1,8 milhão

O animal mais caro do mundo é uma vaca de 37 meses de idade, com 900 quilos. Ela teve 50% de sua produção arrematados na noite de sábado em Uberaba-MG, por R$ 910 mil, durante o Leilão da Chácara Mata Velha. Os 50% da vaca Fairaní AJJ foram comprados pelo pecuarista paulista Henri Slezinger, que participou pela primeira vez de um leilão de animais Pura Origem (PO). Ele é um dos proprietários do Grupo Unigel, uma Holding de empresas agroquímicas. Fairaní AJJ é uma matriz Nelore PÓ e pertencia a Jonas Barcelos, agropecuarista em Uberaba e proprietário de todos os free-shops do Brasil e proprietário de 10 mil cabeças de gado, sendo cerca de três mil PO. Ela é uma das vacas mais premiadas do País, com 15 títulos de campeã, inclusive o de melhor Fêmea Jovem de 2000. Filha do touro Pagnatur com a vaca, Bilara 6, está prenhe do touro Nambí da Mata Velha. Fairaní ficará numa central de inseminação artificial onde irá gerar entre 40 e 60 embriões por ano. Em média, cada embrião dela deve ser comercializado por R$100 mil. Cada bezerro da vaca não deverá valer menos de R$ 300 mil já nos primeiros dias de vida. É um animal que apresenta características especiais, como uma perfeita harmonia entre as peças de seu corpo. "É como uma obra de arte, uma raridade", comentou um dos organizadores do Leilão, Wagner Peroto. Segundo ele, esse alto valor mostra uma nova fase da pecuária nacional. "É um momento muito positivo, que mostra a segurança e a valorização dos investimentos em pecuária", afirmou Wagner. O leilão da Chácara Mata Velha comercializou 53 animais Nelore PÓ e 2 embriões, pelo valor total de R$ 7.336 milhões, uma média por cabeça de R$ 135 mil, com os dois embriões atingindo média de R$ 85 mil. Fairaní AJJ será paga em 14 parcelas, sendo duas no ato da compra, outras duas em 30 dias e mais 10 pagamentos mensais. Nesse mesmo leilão, o segundo animal mais caro foi uma vaca de seis anos e seis meses, vendida a R$ 602 mil. Foi vendida pela Agropecuária Bionatus, da região de São José do Rio Preto, para a Agropecuária Santa Bárbara, de São Paulo, nas mesmas condições de pagamento. O Record de preço anterior pertencia a outra vaca brasileira. Essência TE Guadalupe, que em maio passado foi adquirida por R$ 840 mil, também durante um Leilão em Uberaba, pelo produtor paulista Márcio Mesquita Serva.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.