Vaga ociosa na mira da CET e Associação dos Shopping Centers

Acordo que está em estudo prevê acesso mais fácil a táxis e carros de aplicativos em shoppings

Redação, O Estado de S.Paulo

07 de junho de 2019 | 05h00

Chegar ou sair de um shopping center pode ficar mais fácil caso a Companhia de Engenharia de Tráfego (CET) e a associação que reúne os centros comerciais firmem um acordo que está em estudo. O principal ponto é liberar o acesso de táxis e carros de aplicativos ao estacionamento, apenas para embarque e desembarque. 

Estudo realizado pela Associação dos Shopping Centers (Abrasce) mostra que os estabelecimentos têm uma ociosidade de 30% do total das vagas. Isso porque cada vez mais o consumidor usa outros meios, como aplicativos e bicicletas. “Muitos shoppings não possuem bicicletários e queremos que eles passem a introduzir isso nos espaços ociosos”, explica Elisabete França, diretora de planejamento e projetos da CET. 

Também está em discussão a criação de bolsões de espera para os entregadores dos aplicativos de entrega de comida. Hoje, as áreas informais de espera nos arredores dos shoppings são uma dor de cabeça para a vizinhança e para própria CET. 

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.