Vagão de metrô tem princípio de incêndio no Rio de Janeiro

Passageiros enfrentaram lentidão por causa da pane; concessionária afirma que carro estava vazio ao pegar fogo

Felipe Tau, O Estado de S. Paulo

07 Agosto 2012 | 11h14

SÃO PAULO - Um dos vagões de um trem da Linha 2 do Metrô Rio teve um princípio de incêndio no início da manhã desta terça-feira, 7. Por volta das 7h10, o carro,  que seguia da Estação Botafogo para a Pavuna, teve um problema técnico na Estação Cinelândia e os passageiros foram desembarcados. Enquanto seguia para o Centro de Manutenção, já vazio,  o trem apresentou curto-circuito sob o piso do carro  avariado, na altura da Estação Uruguaiana,  e o fogo começou próximo às rodas. 

As chamas foram contidas pelos próprios funcionários da concessionária MetrôRio e o trem foi retirado da via. O intervalo entre as composições chegou a ficar 10 minutos acima do normal por conta do incidente, mas, de acordo com a empresa, a circulação foi normalizada às 8h50.

A Agetransp - agência que regula os transportes no Estado do Rio de Janeiro - instaurou processo para apurar os motivos da pane. Fiscais da agência foram enviados ao local e avaliar os danos. Depois das investigações, sem prazo de conclusão, o MetrôRio pode receber punições que vão de advertência a multas - previstas em contrato.

Segundo a concessionária, entre 650 mil e 700 mil pessoas são transportadas por dia útil nas linhas 1 e 2.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.