'Vaia vai ser pouco, muito pouco'

A reação indignada de leitores e internautas contra o governo pelo maior acidente da aviação aérea do Brasil

O Estado de S.Paulo

19 Julho 2007 | 05h15

"A maior tragédia da aviação brasileira ocorreu no chão. Na cidade mais rica do País, no aeroporto mais movimentado do País e no país mais impune do mundo. Após uma recente ?reforma? da pista. Quem é o responsável por sua liberação? ?Nunca na história deste País? houve tamanha baderna, tamanho desrespeito e omissão das autoridades. Em que confiar? Já sei, a resposta é: ?relaxa e goza.? Ainda vão culpar o piloto. É só esperar." Mário Issa, São Paulo "Embora de suma importância, com ou sem ?grooves? o fato é que os culpados pela catástrofe com o avião da TAM possuem nomes e endereços definidos: governo federal e Infraero, que, como sempre, tentarão se eximir das responsabilidades. E não será estranho que no final das investigações as autoridades (in)competentes apresentem em seus relatórios os culpados: pilotos, avião e passageiros que não perdem essa mania de querer voar. Só ficará faltando que alguém com um largo sorriso nos lábios venha a público declarar: ?relaxem e gozem!?" David Neto, São Paulo "Uma tragédia, mais uma, aliás, na aviação brasileira! Mas haviam indícios claros do que poderia acontecer. E agora quem serão os responsabilizados, quanto tempo levarão para apresentar uma solução digna e justa, quem será eleito bode expiatório do governo?" Marcos Barbosa, Casa Branca "Durante esses dez meses de crise no setor aéreo, não me cansei de enviar cartas a este jornal mostrando minha indignação com o descaso do governo do PT diante da tragédia com o avião da Gol, que poderia ter sido evitada, se os responsáveis pela aviação tivessem preocupação com a segurança das pessoas. Hoje escrevo porque perdi quatro pessoas nesse vôo fatídico da TAM, que nos deixa perplexos diante da ineficiência, desrespeito e amadorismo com que estão lidando com assunto tão sério. E agora só nos resta chorar a morte dos inocentes que pagaram com a vida por causa do descaso e loteamento de cargos que o presidente insiste em acomodar no setor aéreo. Meus sentimentos a todas as famílias que perderam seus entes queridos." Izabel Avallone, São Paulo "Lamentavelmente estamos nos tornando recordistas em acidentes aéreos. Superando, talvez, países como a África e a Índia. Como se não bastasse o caos na saúde, na política, na segurança e na educação, agora temos de conviver passivamente com a perda de mais duas centenas de vidas, que cabalizam o caos e a carnificina na aviação civil brasileira. Com toda a certeza veremos mais uma vez tudo acabar numa imensa e amarga pizza, restando-nos apenas a opção de seguir os conselhos da ministra do Turismo e relaxar e gozar. A culpa é da grande prosperidade econômica que o Brasil atravessa, disse o ministro da Fazenda! Minhas sinceras condolências aos familiares das vítimas do fatídico e fadado acidente em Congonhas." Roberto Porto Dos Santos, Chacrinha Nova Iguaçu (RJ) "E aí então dona Marta, relaxa e morra?" Paulo Boccato, São Carlos "O sr. Lula da Silva deveria entender que a vaia recebida é uma prova de que parte do povo brasileiro não concorda com seu governo e acha que ele tem de passar a governar de fato o Brasil. Se ele não o fizer, por mais esforço que seus aliados fizerem para encobrir os seus erros, ele será conhecido como o governo que mais prejudicou o País. Volto a insistir: governar não é dar esmola para os menos necessitados, é saber equilibrar as coisas e evitar as grandes tragédias, inclusive as morais que estão assolando este Brasil." Maurício Lima, São Paulo "Acidentes acontecem, porém essa tragédia havia sido anunciada e reflete um governo federal incompetente. Muito provavelmente tiraram técnicos especializados e colocaram companheiros que só possuíam a carteirinha do PT. Foi o que ocorreu em todos os segmentos deste país. Lamento e externo meus sentimentos aos parentes de todas as vítimas." Emerson Luiz Cury, Itu "Sempre soube que as conseqüências de um governo incompetente, corrupto e que emprega toda a companheirada seriam nefastas! Mas nunca imaginei tanta tragédia e desespero! Que Deus dê conforto a essas famílias e nos proteja contra o descaso do governo Lula! Enquanto a tragédia explodia em São Paulo, nosso presidente se reunia com ministros e assessores, provavelmente para achar uma explicação para se isentar da responsabilidade! Desta vez, presidente, não vai ser fácil acabar em pizza! Os mais de 200 mortos deste acidente e suas famílias não vão descansar enquanto não for feita Justiça! Vaia vai ser pouco, mas muito pouco mesmo!" Priscila Scatena, São Paulo "E aí sra. Marta Suplicy? Qual vai ser a frase de efeito agora?" Alexandre C. S. Fuzer, Dois Córregos "Lula, Marta Suplicy e o sr. ministro Mantega devem achar normal o acidente envolvendo o avião da TAM. Fico imaginando um diálogo entre eles. Mantega: ?presidente, parabéns pelo caos aéreo, afinal assim provamos que a economia vai muito bem, obrigado!? Lula: ?é, Mantega, mas não dá pra investir nem um tostão pra melhorar esse caos aéreo, apesar de termos US$ 100 bilhões guardados.? Marta Suplicy: ?que isso gente, relaxa e goza!?" Marcus Luciano Villar, Itapevi "Após o acidente com o avião da Gol, convivemos meses com atrasos e panes na aviação e agora somos surpreendidos com esta tragédia. As autoridades ficaram preocupadas em culpar os pilotos do Legacy, os controladores de vôo e as empresas de aviação. Acreditam que conseguirão esconder a causa real de todas estes problemas: o loteamento da Infraero, exposta à corrupção, e a falta de investimento tanto tecnológico como na formação de seu quadro pessoal. Nós, brasileiros, um povo sofrido e trabalhador, estamos cansados de tantas desculpas, queremos pessoas que honrem o cargo que ocupam, ou que ao menos tenham vergonha na cara!" Hugo Hideo Kunii, Campinas "?Nunca antes neste país? morreu tanta gente em um acidente aéreo. Agora botaram a PF para investigar a liberação prematura da pista. Teria ela competência para isso? Ou o (des)governo está admitindo que este país é um caso de polícia? Resta a certeza de que vão ?descobrir? que a culpa foi do piloto e da chuva, e que foi uma terrível e lamentável coincidência que isso tenha acontecido após tudo o que temos visto e vivido nos últimos nove meses. Para construir um ?país de todos?, não bastou humilhar aqueles que podem pagar por passagens, obrigando-os a dormir no chão dos aeroportos e os mandando ?relaxar e gozar?, foi preciso matar. Só não vê quem não quer." Angela Caracik, São Paulo "Sr.presidente, tenha a certeza que as 90 mil vaias de sexta-feira se transformaram neste trágico momento em 180 milhões de tristes vaias. Nove meses de derrapado governo nos nossos aeroportos permitindo até hoje derrapadas pistas. Se bem governados somos na área econômica e social, vivemos quase dois anos de desgoverno no campo ético e moral, permitindo até hoje a desagregação da integridade de nossas instituições, com tristes reflexos sobre toda a sociedade. Foi preciso chegar ao trágico sacrifício de um sem número de vidas para que todos os brasileiros se conscientizem de seu papel cívico. Basta!" Natan Berger, São Paulo ''''Presidente Lula, o senhor tem certeza que cabe tristeza diante das vaias recebidas na última sexta-feira? Pergunte aos familiares das aproximadas 200 vítimas se seriam só vaias que lhe dariam, diante do acidente até o presente momento causado pelas más condições da pista porcamente arrumada há tão pouco tempo?" Henrique Schwinden, Leme "Lula ordenou há quase um ano 48 horas para que fosse resolvida a crise aérea, mas o que foi feito? Depois deste trágico acidente, Infraero ainda não conseguiu justificar nem esclarecer nada. Isso sem mencionar que não há a menor transparência quanto à administração e manutenção de equipamentos em aeroportos. Ninguém é responsável por nada, muito menos punido! Está clara a incapacidade e total descaso dos governantes para com o setor aéreo; a preocupação agora é salvar a pele de corruptos e mentirosos." Luiz Henrique Chaves d?Ávila, São Paulo "Agora Lula deve entender o por que das vaias no Maracanã, pois ele, como presidente, é o maior responsável por esta tragédia". Pedro Luiz Marin Martinez São Paulo "É incrível como a impunidade e a ganância prevalecem neste País. Estamos diante de mais uma tragédia anunciada e sabemos que ninguém será punido" Rogério Rodrigues "Só vejo uma palavra para expressar esse acidente, incomPeTência administrativa!" Flávio Roberto Teister, Cajamar

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.