Valine apoia a restrição ''pela saúde''

Valine Winkelmann, de 20 anos, é a típica fumante passiva. Mora com duas pessoas que fumam e trabalha como hostess de um restaurante (na área de fumantes) e de uma casa noturna. Tanto que soprou no fumômetro, aparelho que mede a concentração de monóxido no pulmão, e o índice foi 13 ppm, o mesmo de quem fuma 5 cigarros por dia. "Por isso, apoio a lei, pela saúde", diz. "Mas outras coisas na balada deveriam ser pensadas, como abuso de álcool e drogas."

, O Estadao de S.Paulo

03 Agosto 2009 | 00h00

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.