Valor do pedágio nas marginais da Castello pode cair

O valor do pedágio nas marginais da rodovia Castello Branco deve ter uma redução ainda neste primeiro semestre. A expectativa é do coordenador geral da Comissão de Serviços Públicos na área de rodovias concessionadas, Silvio Minciotti, e do presidente do Movimento Acesso Livre, Angelo Rizzo. Hoje, o pedágio na Castellinho é de R$ 3,50. Fixado no teto, é o pedágio mais caro do país. O novo valor deve ficar entre R$ 1,60 e R$ 2,00, segundo Minciotti e Rizzo, que estiveram reunidos hoje, em audiência no Palácio dos Bandeirantes com o governador Geraldo Alckmin (PSDB) e o secretário de Transportes do Estado de São Paulo, Michael Zeitlin. "Estamos satisfeitos porque o governador abriu um canal de entendimento e a comunidade, que não quer passar uma imagem de intransigente, também está cedendo", disse Rizzo.As negociações que estão sendo mantidas entre os moradores de Alphaville, Barueri e região e a ViaOeste, empresa que administra a concessão da rodovia Castello Branco. Apesar do entendimento, Rizzo afirmou que o Movimento não pretende suspender os protestos programados. ?Vamos reavaliar, mas entendemos que a luta continua até porque a questão do acesso livre não foi tratada, continua na Justiça. Peço aos moradores da região que continuem o boicote?, disse Rizzo, referindo-se à outra reivindicação dos usuários da Castellinho.Minciotti lembra que é importante o consenso entre moradores da região e a concessionária porque não pode haver quebra do contrato de concessão. ?Consolidamos na reunião de hoje um processo de entendimento já iniciado há cerca de quatro meses. O governo percebeu o impasse e a importância de intervir no processo, tentando reaproximar as partes e retomar a negociação pela redução do valor do pedágio?, afirmou. Na avaliação de Minciotti, a possibilidade de rápido entendimento, vista hoje, não estaria vinculada ao ano eleitoral. Os moradores protestam contra o valor do pedágio há cerca de um ano. ?Não tem nada a ver, o que está acontecendo é da natureza do programa de concessões.?Cerca de dois milhões de pessoas moram na região atingida pelo pedágio das marginais da Castello, representando um total de 200 mil veículos por dia. Desse total, cerca de 50 mil veículos dia estão aderindo ao boicote ao pedágio, prosseguindo na rodovia até Barueri, para entrar em Alphaville.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.