Vandalismo provocou descarrilamento de trem em SP

Um ato de vandalismo foi a causa do descarrilamento de dois vagões de um trem de passageiros da linha B (Júlio Prestes - Itapevi) da Companhia Paulista de Trens Metropolitanos (CPTM), esta manhã, perto da estação Imperatriz Leopoldina, em Osasco, na Grande São Paulo. De acordo com a assessoria de imprensa da CPTM, um dormente foi colocado criminosamente na bifurcação de uma via, provocando o acidente. A empresa tirou fotos do pedaço de madeira que foi posicionado de forma a impedir a transferência da composição de uma linha para a outra.Quatro pessoas tiveram ferimentos leves em conseqüência do descarrilamento mas, conforme a assessoria de imprensa da empresa, o ato de vandalismo poderia ter provocado um acidente de proporções gravíssimas. Ainda segundo a CPTM, a linha está completamente bloqueada entre as estações Presidente Altino e Domingos de Moraes e não há previsão de quando o sistema será normalizado. O Plano de Apoio entre Empresas em Situação de Emergência (PAESE), da São Paulo Transporte foi acionado e 40 ônibus transportam os passageiros no trecho prejudicado.

Agencia Estado,

29 de janeiro de 2004 | 10h19

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.