Vantagem de Lula sobre Alckmin aumenta após debate

A vantagem de Luiz Inácio Lula da Silva (PT) subiu para 11 pontos em relação a Geraldo Alckmin (PSDB), aponta a pesquisa Datafolha, a primeira realizada após o debate da TV Bandeirantes no último domingo.A intenção de voto dos eleitores para Lula oscilou de 50% para 51%. Já Alckmin caiu três pontos, de 43% para 40%, em relação a pesquisa anterior publicada no último dia 6, segundo o Datafolha. De acordo com a pesquisa, levando em conta apenas os votos válidos, excluindo brancos e nulos, Lula tem 56% contra 44% do ex-governador de São Paulo. A margem de erro da pesquisa é de dois pontos, para mais ou para menos.O levantamento apontou também uma diminuição das intenções de voto em Alckmin em segmentos importantes do eleitorado, principalmente nas regiões Sul (onde perdeu três pontos) e Nordeste (onde caiu quatro pontos). O tucano também perderia votos dos eleitores de Heloísa Helena que pretendiam votar nele (9% mudaram a intenção de voto). O tucano perdeu oito pontos entre os eleitores entre 25 e 34 anos e entre os mais escolarizados e com renda maior.Avaliação dos telespectadoresDe acordo com a pesquisa, Lula e Alckmin tiveram desempenhos semelhantes no primeiro confronto. Para 43% dos entrevistados que viram o debate, o tucano foi melhor. Para 41%, Lula venceu.Na opinião dos eleitores mais escolarizados e com maior renda, Alckmin não se saiu tão bem quanto Lula. O debate foi mais visto entre este eleitorado, onde Alckmin perdeu mais votos. Dos eleitores ouvidos pela pesquisa, 39% disseram ter visto o debate contra 61% que não assistiram. Neste caso, o Datafolha perguntou a opinião dos entrevistados a partir do que sabiam sobre o debate ou o que ouviram dizer.O Datafolha entrevistou 2.868 eleitores em 194 municípios de 25 Estados. A pesquisa foi registrada no TSE (Tribunal Superior Eleitoral) sob o número 21.972/2006.Resultado agrada PSBPara o presidente nacional do PSB, Roberto Amaral, os resultados do Datafolha agradaram muito e demonstram que o eleitor já percebeu a realidade: "O debate mostrou de forma clara que Lula representa avanço e Alckmin, retrocesso", afirmou Amaral. O PSB faz parte da coligação Força do Povo, que apóia a reeleição do presidente Lula.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.