Varig suspende 6 vôos em Congonhas por tempo indeterminado

Anac deve se reunir com representantes das principais companhias aéreas para analisar a nova malha de vôos

Alberto Komatsu , Agência Estado

26 Julho 2007 | 18h39

A Varig comunicou nesta quinta-feira, 26, a suspensão de seis vôos em Congonhas por tempo indeterminado, a partir de segunda-feira, dia 30. Por meio de sua página da internet, a empresa informa que "apesar de todos os nossos esforços na tentativa de oferecer um bom atendimento aos clientes, diversos fatores nos impedem de manter a programação normal de horários e, muitas das vezes, até de realizar nossos vôos".   Os vôos suspensos são: São Paulo-Belo Horizonte (Confins), com saída às 9h40 e chegada 10h45; Belo Horizonte (Confins)-São Paulo, com saída às 11h20 e chegada às 12h33; São Paulo-Rio de Janeiro (Santos Dumont), com saída às 8h35 e chegada às 9h25; Rio de Janeiro (Santos Dumont)-São Paulo, com saída às 9h55 e chegada às 10h55; São Paulo-Rio de Janeiro (Santos Dumont) com saída às 19h10 e chegada às 20h10 e Rio de Janeiro (Santos Dumont)-São Paulo, com saída às 20h35 e chegada às 21h30.   De acordo com a Varig, estão sendo atendidas determinações das autoridades do setor aéreo e a venda de bilhetes partindo ou chegando em Congonhas , suspensa até domingo, será retomada na próxima segunda-feira, dia 30. A companhia também solicita a compreensão de todos os passageiros que já tinham vôos marcados nesses horários suspensos e informa que a troca de passagem pode ser feita por meio da central de vendas ou nas lojas, sem cobrança de taxa adicional.   Dois diretores da Agência Nacional de Aviação Civil (Anac), Denise Abreu e Jorge Veloso, reuniram-se na tarde desta quinta com o Departamento de Controle do Espaço Aéreo (Decea) para estudar formas de implementar as resoluções do Conselho Nacional de Aviação Civil (Conac), divulgadas no início desta semana. O encontro foi realizado na sede da Anac, no centro do Rio, a portas fechadas.   A reunião entre os diretores da Anac e técnicos do Decea continua nesta sexta-feira, 27, segundo informou a assessoria de imprensa da agência. Na manhã de quinta, a Anac chegou a informar que a reunião seria realizada com representantes das principais companhias aéreas para analisar a nova malha de vôos, por causa das restrições de operação em Congonhas. Esse encontro ainda deverá ser realizado, mas a data ainda não foi marcada.

Mais conteúdo sobre:
crise aérea aeroportos caos no ar

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.