Alessandra Tarantino/AP Photo
Alessandra Tarantino/AP Photo

Vaticano indicia 9 pessoas e 4 empresas por fraude em investimento em negócio imobiliário

Acusações incluem extorsão, abuso de poder e fraude em conexão com investimento de 350 milhões de euros da Secretaria de Estado em empreendimento

Redação, O Estado de S.Paulo

03 de julho de 2021 | 23h17

WIMBLEDON - O tribunal criminal do Vaticano indiciou, neste sábado, 3, nove pessoas e quatro empresas por acusações que incluem extorsão, abuso de poder e fraude em conexão com um investimento de 350 milhões de euros da Secretaria de Estado em um empreendimento imobiliário em Londres.

O presidente do tribunal, o juiz Giuseppe Pignatone, definiu 27 de julho como a data do julgamento, de acordo com um comunicado do Vaticano. Quatro ex-funcionários do Vaticano, incluindo dois da Secretaria de Estado, foram indiciados, assim como empresários italianos que administraram o investimento em Londres. Também indiciado por supostas acusações de peculato, estava um especialista em inteligência italiano.

Os promotores do Vaticano acusam os suspeitos de roubar milhões de euros da Santa Sé em taxas e outras perdas relacionadas a outras negociações financeiras. Os suspeitos negaram as irregularidades./ASSOCIATED PRESS

Tudo o que sabemos sobre:
Vaticano [Europa]

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.