Vazamento de gás em banheiro mata neta do pintor Candido Portinari

Maria Candida chegou a ser socorrida com vida, mas não resistiu à parada cardíaca

Marcelo Gomes,

25 Março 2013 | 10h33

Maria Candida Portinari, de 17 anos, neta do pintor Candido Portinari, morreu na noite de domingo (24) de parada cardíaca, após ser encontrada desacordada no banheiro de sua casa, num condomínio de luxo na Estrada das Canoas, em São Conrado, na zona sul do Rio de Janeiro. Parentes suspeitam que tenha ocorrido um escapamento no aquecedor de gás do banheiro.

Maria Candida morava com os pais, João Candido e Maria Edina Portinari. A menina foi encontrada pelo pai. A jovem ainda estava viva quando foi socorrida por bombeiros do Quartel da Gávea, mas não resistiu à parada cardíaca. O corpo foi levado ao Instituto Médico-Legal (IML). O caso será investigado pela 15ª Delegacia de Polícia (Gávea).

Mais conteúdo sobre:
gás neta Portinari morte

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.