Vazamento de gás mata três

O elegante bairro turístico do Capivari, em Campos do Jordão, a 173 km de São Paulo, foi palco de uma tragédia na madrugada de ontem. Três jovens morreram num anexo do Espaço Cultural Veja - por asfixia ou envenenados por gás. Renan Borte Ottoni era funcionário da empresa terceirizada WDB Group. Iuri Tosi de Freitas e Roni Carlos Rodrigues eram prestadores de serviço e fariam sonorização para o espaço da Editora Abril. Por causa do frio, eles levaram um aquecedor para o alojamento onde dormiam. De manhã, outros funcionários do local foram alertados para o forte cheiro de gás e acionaram os bombeiros, que encontraram os três mortos. Segundo os bombeiros, o aquecedor estava conectado a um botijão de gás. A chama do aparelho apagou e o gás continuou vazando, o que provocou as mortes. A WDB lamentou o fato e se responsabilizou pelas despesas e apoio aos parentes das vítimas. A Assessoria de Imprensa do Espaço Veja também lamentou o ocorrido.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.