AO VIVO

Acompanhe notícias do coronavírus em tempo real

Vazamento é caso de intolerável incompetência, diz Alckmin

O governador de São Paulo, Geraldo Alckmin (PSDB), afirmou neste sábado que o vazamento de gás na obra do Rodoanel na rodovia Castelo Branco é um caso "de intolerável incompetência".Apesar de evitar apontar culpados, o governador fez afirmações que sugerem que a Petrobras é culpada pelo acidente. "Em primeiro lugar, o trabalho estava sendo feito com o conhecimento e acompanhamento de um técnico da Petrobrás".Alckmin disse que esteve nesta sexta-feira à noite no local do acidente e acompanhou os trabalhos do Corpo de Bombeiros e de remoção dos moradores para abrigos e hotéis. "Quero destacar que, graças a Deus, não houve nenhuma vítima".O governador garantiu que determinou uma "apuração rigorosa" do acidente. "É intolerável esse tipo de incompetência, pois é evidente que houve um erro, e deve ser apurada a responsabilidade".Perguntado diretamente se a Petrobras é culpada, Alckmin ficou em cima do muro. "Em momento algum disse que a culpa é de A ou de B".Alckmin entregou, na manhã deste sábado quatro poços de abastecimento de água e uma base comunitária da Polícia Militar no bairro de Vargem Grande, na região de Parelheiros, zona sul da capital.No evento, recebeu de presente um jacaré de lata do líder comunitário Sebastião Carlo Silva e saiu do local com um novo apelido: Geraldinho Papa-Tudo. "Do Geraldinho eu gostei, porque é assim que sou conhecido em Pindamonhangaba. Mas o Papa-Tudo é apenas uma brincadeira".

Agencia Estado,

16 de junho de 2001 | 14h48

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.