Veículo tombado paralisa Marginal por 3 horas

Houve 78 km de lentidão na cidade; maioria desses casos passou a ocorrer de madrugada

Eduardo Reina e Renato Machado, O Estadao de S.Paulo

16 Julho 2009 | 00h00

Embora tenha apresentado queda até maio, a média mensal de tombamentos de caminhões pode subir em julho. Somente nesta semana, foram dois casos desse tipo, que bloquearam faixas nas principais vias da capital. Ontem de manhã, um caminhão quebrado na Marginal do Tietê congestionou praticamente toda a extensão da via e provocou 78 quilômetros de lentidão na cidade, acima da média para o período. O acidente aconteceu por volta das 7h30, quando um caminhão de 30 toneladas entrava no complexo do Cebolão para alcançar a Marginal do Pinheiros - no extremo da Tietê. Após perder o controle, o veículo tombou, parando em forma de "L" e ocupando três faixas da via. A Companhia de Engenharia de Tráfego (CET) também precisou interditar a pista local da Tietê por alguns instantes. O caminhão foi completamente removido mais de três horas depois, às 10h55. A interdição provocou um congestionamento de 21,2 km na Marginal, o que corresponde a 86% de sua extensão. O pico de 78 km de lentidão aconteceu às 11h30. O horário do acidente é considerado exceção, quando comparado com os últimos grandes incidentes envolvendo caminhões. Para fugir das restrições - os grandes veículos de carga não podem circular na região do centro expandido entre 5 e 21 horas e obedecem a um rodízio de placas para andar nas marginais -, muitos motoristas têm procurado trafegar durante a madrugada. "Por causa do rodízio, os caminhões andam mais de madrugada e, para escapar da multa, quando vai vencer esse horário os motoristas andam um pouco mais depressa nos trechos onde sabem que não há radar", diz o presidente do Sindicato dos Transportadores Autônomos de Bens Rodoviários do Estado de São Paulo, Norival de Almeida Silva. Na segunda-feira, um caminhão bitrem carregado de celulose tombou por volta de 4h24 na entrada da Ponte Ary Torres, na Marginal do Pinheiros. Três das quatro faixas do acesso foram interditadas, principalmente porque a carga caiu na pista e houve vazamento de óleo - a CET precisou jogar serragem na pista. O acidente provocou um congestionamento de 13 km no sentido Interlagos da via, que tem 22 km de extensão. Além disso, provocou outros 3 km de lentidão na Marginal do Tietê, no acesso para a Pinheiros.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.