Velejador alemão é assassinado na Bahia

Dois assaltantes mataram a facadas ovelejador alemão Heiko Kleifges, de 42 anos, dentro de suaembarcação que estava ancorada na Baía de Iguape, no municípiode Maragogipe, Recôncavo Baiano. O crime ocorreu no final datarde de ontem e o corpo do velejador foi levado hoje para o Instituto Médico de Legal (IML) de Salvador, de ondedeverá ser transladado para a Alemanha. A principal testemunhado crime é a namorada de Kleifges, a francesa Agne Raymonde quefoi ouvida na capital baiana pelo delegado Jacinto Alberto.Segundo Agne, os dois homens se aproximaram do veleiro numapequena embarcação e pediram água. Quando Kleifges foi pegar umagarrafa os bandidos tentaram imobilizá-lo com uma faca. O alemãoreagiu, entrou em luta corporal com os assaltantes, mas acabousendo atingido com uma facada na veia femoral da perna. Osbandidos fugiram após ouvirem os gritos de Agne pedindo ajuda.Apesar de ser socorrido por pescadores, Kleifges não resistiu emorreu antes de ser medicado no hospital municipal.De acordo com o depoimento da francesa à polícia, Kleifgesestava no Brasil havia três anos e morava no seu barco. Apolícia baiana não tem pistas sobre o paradeiro dos assassinos.Em dezembro de 2001, o velejador neozelandês Peter Blake também foi assassinado em Macapá, no Amapá, após reagir a um assalto ao seu barco (veja notícias abaixo).

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.