REUTERS/Jean-Francois Huertas
REUTERS/Jean-Francois Huertas

Velejadores brasileiros acusados de tráfico deixam prisão em Cabo Verde

Trio estava detido há 16 meses acusados de transportar uma tonelada de cocaína em uma embarcação. Eles alegam terem sido incriminados injustamente

Agência Brasil, O Estado de S.Paulo

07 Fevereiro 2019 | 23h24

Três velejadores brasileiros presos em Cabo Verde há 16 meses deixaram nesta quinta-feira, 7, a cadeia. Eles foram condenados a 10 anos de pena por tráfico internacional de drogas. Em janeiro, a Justiça do país já havia anulado a sentença, mas ainda não havia garantia de que eles seriam libertados, o que ocorreu nesta quinta com a expedição da ordem de soltura.

Daniel Felipe da Silva Guerra, Rodrigo Lima Dantas e Daniel Ribeiro Dantas foram detidos em agosto de 2017. Eles se dirigiam ao arquipélago de Açores quando foram abordados pela polícia de Cabo Verde, que encontrou mais de uma tonelada de cocaína na embarcação.

Também foi preso o capitão francês Olivier Thomas, que comandava o barco. Eles foram julgados e tiveram a prisão preventiva decretada no mesmo ano.

Defesa

Os velejadores alegaram terem sido incriminados injustamente. A defesa tentou incluir no processo um inquérito da Polícia Federal que reforçava essa argumentação, indicando possibilidades de participação do dono da embarcação.

A anulação da sentença, contudo, se deu porque uma juíza atendeu aos questionamentos dos advogados alegando a existência de problemas processuais e de desrespeito ao direito de defesa dos condenados.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.