Velozo deixa direção, mas ministro quer mais

O diretor de Segurança Operacional da Anac, Jorge Velozo, entregou ontem ao ministro da Defesa, Nelson Jobim, seu pedido de renúncia. Ele atribuiu sua decisão a problemas pessoais e familiares. Além disso, afirmou que ''''não estava conseguindo alcançar os resultados'''' que desejava.O ministro sinalizou que espera o mesmo gesto dos demais diretores - mesmo que, para isso, a agência fique ociosa por alguns dias, até que o Senado aprecie os nomes dos novos diretores, que ele espera indicar ainda esta semana. ''''Não vou aceitar hipótese de tentar me colocar nas cordas'''', disse Jobim, referindo-se a uma norma da agência de que o colegiado só pode tomar decisões se três dos cinco diretores estiverem no posto.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.