Venda de achocolatado é suspensa após casos de queimaduras no RS

Foram registrados casos de queimadura na boca e estômago em Porto Alegre e no interior do Estado

Solange Spigliatti e Marília Lopes , estadão.com.br

30 Setembro 2011 | 12h13

São Paulo, 30 - A comercialização do achocolatado Toddynho, em caixinhas de 200 ml, que estavam armazenadas na Central de Distribuição em Porto Alegre, no Rio Grande do Sul, foi suspensa nesta sexta-feira, 30, pela Coordenação de Vigilância em Saúde da Secretaria Municipal de Saúde (SMS).

A notificação e a suspensão da comercialização ocorreram depois de relatos de sensação de queimadura na boca e esôfago entre crianças e adultos que consumiram o produto, fabricado pela empresa Pepsico do Brasil Ltda.

Segundo a Vigilância Sanitária, quatro casos em Porto Alegre e outros em Canoas e São Leopoldo já foram notificados. Os estabelecimentos comerciais estão sendo vistoriados com o objetivo de verificar a existência do produto e solicitar a retirada dos que estiverem à venda.

Em nota, a empresa afirma que tomou conhecimento da alteração na qualidade de cerca de 80 unidades do produto e já tomou as ações cabíveis para retirá-las de circulação. As unidades com problemas são do lote com numeração de L4 32 05:30 a 06:30, todos com validade de 19/02/2012.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.