Vendedor quebra telefone público e vai preso

Enfurecido por não conseguir falar com a Polícia Militar para denunciar o furto de uma bicicleta, o vendedor Rubens Martins de Souza, de 32 anos, quebrou o telefone público. Resultado: além de ficar sem sua condução, ainda foi preso em flagrante. Souza estava numa rua do Jardim Capitão, periferia de Sorocaba, hoje de manhã quando, num descuido, alguém fugiu com sua bicicleta. Ele correu até o telefone e ligou para o 190, número de emergência da Polícia Militar, mas não conseguiu completar a ligação. Depois de ter feito várias tentativas e ver o ladrão sumir com a bicicleta, ficou irritado e quebrou o equipamento. Um sargento da Polícia Militar à paisana passava por ali e viu a cena. Souza recebeu voz de prisão. Em alguns minutos uma viatura encostou no local. Levado ao 9º Distrito Policial, foi atuado em flagrante por dano ao patrimônio público. Sem ter os R$ 250,00 para pagar a fiança fixada pelo delegado Abel Martin Oliveira, acabou sendo recolhido a uma cela da Centro de Detenção Provisória de Sorocaba. A bicicleta não foi recuperada.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.