Prefeitura de Goiorê
Prefeitura de Goiorê

Venezuelanos chegam a Goioerê (PR) e serão incluídos nas políticas sociais

Chegada de imigrantes alterou rotina da pequena cidade. Medida faz parte do processo de interiorização visando a desafogar fluxo em Roraima

Julio Cesar Lima, Especial para O Estado

31 Agosto 2018 | 23h07

CURITIBA - A chegada de 61 venezuelanos em Goioerê, a 523 quilômetros de Curitiba, na madrugada desta sexta-feira, 31, mudou a rotina da pequena cidade paranaense. As famílias deverão ficar em uma área das Aldeias Infantis SOS Goioerê por pelo menos três meses, enquanto passam por um processo de adaptação e inclusão social. A medida faz parte do processo de interiorização visando a desafogar fluxo em Roraima.

Segundo o subgestor nacional das Aldeias Infantis SOS Brasil, Sergio Marques, o grupo foi bem recebido e pela manhã ocorreu uma manifestação cultural e intercâmbio com moradores. "As famílias foram bem recepcionadas na cidade, acolhidos pela comunidade e isso é importante, pois a partir de agora iniciaremos um processo de inclusão", analisou.

O grupo tem 25 crianças e 36 adultos e o perfil é de famílias. "Eles terão um curso intensivo de língua portuguesa, iremos incluir a todos no serviços do município, nas políticas públicas, já as crianças serão matriculadas nas escolas", avaliou, lembrando que todos estão imunizados contra doenças.

Na opinião de Sergio, o grupo, que vem de diversas regiões venezuelanas,  deve estar inserido na nova realidade. "É um perfil familiar, pessoas com bom nível educacional e esperamos que em breve já possam ter suas autonomias financeiras", concluiu.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.