Ventos fortes causam estragos em SP

Trânsito da capital ficou complicado com 41 semáforos apagados; temperatura despencou 8ºC em quatro horas

Felipe Oda e Mônica Cardoso, O Estadao de S.Paulo

05 de maio de 2009 | 00h00

Rajadas de vento e uma pancada de chuva causaram estragos ontem à tarde na capital e na região do ABC. A ventania chegou a 78km/h no Aeroporto de Congonhas, na zonal sul, e a temperatura caiu 8°C em quatro horas. "A média dos ventos num dia normal, sem chuva ou muito seco, é de 10 km/h a 20km/h", disse o meteorologista do Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet) Marcelo Schneider. Butantã, na zona oeste, e Ermelino Matarazzo, na zona leste, também sofreram com ventos fortes, de 42km/h e 34km/h, respectivamente.Na zona sul, dois operários que estavam em um andaime, a 20 metros do chão, e limpavam as janelas externas de um prédio comercial, foram balançados pelas rajadas e chegaram a se chocar contra o edifício. Eles conseguiram se agarrar a uma janela e outros funcionários do prédio os resgataram. Um dos homens, de 19 anos, teve escoriações nas mãos e recebeu alta. O outro, de 36 anos, está internado no Hospital Regional Sul com fratura no rosto.Uma telha caiu de um prédio comercial na Rua 24 de Maio, na região central, no início da tarde, e atingiu um táxi estacionado na Rua Conselheiro Crispiniano. Após bater na placa do ponto, a telha atingiu o veículo. O estrago foi grande: quebrou o para-brisa e o retrovisor, amassou o capô e riscou a lataria do teto e das portas. "Nunca tinha visto isso. Normalmente, fico ao lado do veículo, esperando passageiro. Mas saí para conversar. Foi quando vi várias telhas caindo", conta o taxista Gabriel Dantas Pereira, de 57 anos, proprietário do veículo. "O síndico do edifício comercial já informou que a seguradora vai pagar o prejuízo." Ele registrou BO no 3º DP. Segundo ele, outra telha atingiu a sirene de uma viatura policial do Departamento de Investigações Sobre o Crime Organizado (Deic).TRÂNSITOO trânsito da capital sofreu com a queda de 42 árvores e com 41 semáforos apagados pela falta de energia elétrica, segundo a CET. Doze bairros foram afetados em São Paulo, além de parte dos municípios de Santo André, São Bernardo e Diadema. À noite, Até as 19 horas, o problema persistia nos bairros do Brooklin, Planalto Paulista, Campo Belo, Moema, Pompeia, Pinheiros, Alto da Lapa, Sumaré, Vila Prudente, Pirituba, Casa Verde e Santana.Entre as 14 horas e as 18 horas, a temperatura foi de 24°C para 16°C. "Mas a sensação térmica era de 8°C por causa do vento", afirma Schneider. Segundo o meteorologista Marcelo Pinheiro, do Climatempo, hoje o tempo voltará a ficar firme. As áreas de instabilidade perdem força e o Sol deverá predominar, com temperaturas baixas nas madrugadas e em elevação ao longo do dia.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.