Vereador do Pará é morto a tiros no banheiro

A polícia de Tucumã, no sul do Pará, está procurando desde esta quarta-feira dois pistoleiros que invadiram a residência do vereador Adão Lote Resplande de Souza (PSB), de 40 anos, e o mataram com quatro tiros à queima-roupa na frente da mulher e do filho. O vereador tomava banho quando foi executado.Os assassinos fugiram a pé. De acordo com testemunhas, os matadores chegaram à residência anunciando que tinham ido para calar de uma vez por todas o vereador, tido no município como um político radical e inimigo do prefeito Celso Lopes Cardoso (PMDB). O crime chocou a população e acirrou ainda mais os ânimos políticos na região.Adão vinha acusando o prefeito de corrupção e ligação com o crime organizado. A direção do PSB no Estado pediu ao secretário de Defesa Social do Pará, Manoel Santino, o reforço da segurança em Tucumã, onde vereadores oposicionistas afirmam fazerem parte de uma lista de pessoas marcadas para morrer.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.