Vereador isento é "voluntário" para pagar IPTU

O vereador Gilberto Natalini (PSDB) disse que pretende apresentar um substitutivo para o projeto do IPTU progresssivo, previsto para entrar em vigor no próximo ano. Segundo ele a principal alteração será a diminuição do número de contribuintes isentos, aproximadamente 1,6 milhão de pessoas. " Eu recebi uma carta dizendo que estou isento, assim como outros vereadores. Eu não quero pagar um tributo muito alto, mas aceito pagar um pouco para descarregar o peso do comércio e da indústria e colaborar com a manutenção dos preços", disse. O presidente da Câmara, José Eduardo Martins Cardozo (PT) disse que, apesar de ser favorável ao IPTU progressivo, buscará um diálogo com os vereadores e o Executivo para que se chegue a um consenso em torno do assunto. " Como vereador, sou a favor do projeto, mas como presidente da Câmara sou obrigado a dar espaço para todos e buscar um consenso, mesmo sabendo que nem sempre isso é possivel na politica", afirmou.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.