Vereador pode perder mandato por excesso de bebida

O vereador Paulo Sérgio da Silva (PFL) está ameaçado de perder o mandato por causa do hábito de beber em excesso e dirigir pelas ruas da pacata Ibiporâ, norte do Paraná. Silva está no primeiro mandato e foi o vereador mais votado. A eleição representou o maior salto de qualidade de sua vida, pois ele era catador de papel. Trocou de profissão e de veículo - o carrinho que empurrava manualmente foi aposentado e ele agora tem um Gol. Mas não é habilitado para dirigir.Silva foi flagrado duas vezes pela Polícia Militar dirigindo embriagado. O último flagrante ocorreu terça-feira, 11, e o teste de bafômetro indicou que seu sangue continha 1,39 ml de álcool por litro. O tolerável é 0,30 ml/litro. O vereador foi preso e só saiu da cadeia no dia seguinte, após conseguir um alvará de soltura. Ele agora irá responder a processo. Silva estava em liberdade provisória devido a outra prisão, pelo mesmo motivo, ocorrida em janeiro. Naquela ocasião, ele pagou R$ 100 para sair do xilindró.O presidente da Câmara, Valdir Paduano, diz que Silva "precisa honrar o voto" e, se for condenado, a Câmara poderá cassar o mandato dele.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.