Vereadora é afastada por embolsar salário de funcionários

A vereadora petista na Câmara Municipal de São Paulo, Claudete Alves da Silva foi afastada nesta segunda, 24, liminarmente do cargo por decisão do juiz da 2ª Vara da Fazenda Pública, Domingos de Siqueira Fracino que atendeu pedido do Ministério Público.A decisão decretou ainda o bloqueio dos bens da vereadora e a quebra de seu sigilo bancário e fiscal. A quebra do sigilo bancário e fiscal foi estendido também ao ex-marido da vereadora, Jorge Inácio de Souza, e ao filho do casal, Jeferson Luiz de Souza.Eles são acusados de embolsarem parte dos salários que pagavam aos funcionários que contratavam. O montante do golpe é desconhecido, uma vez que foi decretado segredo de justiça sobre todo o processo. Os réus podem ainda recorrer ao Tribunal de Justiça pedindo a cassação da liminar.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.