Vereadora petista é ameaçada de morte na Câmara

A vereadora petista Sônia Calidone foi ameaçada de morte em plena sessão da Câmara de Vereadores de Itapira (SP), na sessão de ontem, por vereadores ligados ao prefeito José Antonio Barros Munhoz (PSDB). Os vereadores Dirceu de Oliveira ( PMDB) e Geraldo Terrazan (PMDB) teriam ameaçado a petista, dizendo que ela deveria se cuidar, pois "vai ter o que merece".Sônia do PT, como é conhecida a vereadora, apresentou denúncia contra o prefeito Barros Munhoz pelo fato de ele pretender indenizar em R$ 100 mil a Rádio Clube, de propriedade de seu vice-prefeito, pela mudança da antena de transmissão. A petista considerou o projeto abusivo, especialmente porque Munhoz alega não ter dinheiro para os salários atrasados e suspendeu o subsídio dos estudantes e os pagamentos dos fornecedores, mas agora deseja dispor de R$ 100 mil para cobrir o risco de umaempresa comercia l, com agravante ético de pertencer ao vice-prefeito",disse Sônia. As informações são do site da Globo News.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.