Vereadores de cidade do interior querem salário de R$ 9 mil

Os vereadores de Sorocaba querem fixar em R$ 9 mil por mês os salários que irão receber na próxima legislatura, a iniciar-se no dia 1º de janeiro de 2005. O valor representará um reajuste de mais de 50% sobre os vencimentos atuais, de R$ 5.873,78. É o que prevê um projeto de resolução da mesa da Câmara, cuja votação estava prevista para hoje, mas foi adiada para a próxima sessão, na segunda-feira. A maioria dos 21 vereadores vai disputar um novo mandato nas eleições municipais de outubro próximo e, se reeleitos, receberão o novo salário. Caso prevaleça medida já aprovada pelo Senado, estabelecendo um novo critério de proporcionalidade demográfica para a composição das Câmaras, a de Sorocaba passará a ter 23 vereadores a partir do próximo ano. Significa que, apenas com os salários dos seus integrantes, o Legislativo poderá ter um gasto de R$ 203 mil mensais, contra a média de R$ 124 mil este ano. O reajuste vem sendo discutido há três sessões, mas há quase consenso para aprovação. A mesa da Câmara alega que os salários dos vereadores são vinculados aos dos deputados estaduais, podendo chegar até o limite 75% daqueles. O projeto reajusta também o salário do futuro prefeito, dos atuais R$ 11,8 mil para R$ 15 mil.

Agencia Estado,

29 de abril de 2004 | 17h48

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.