Vereadores pedem afastamento da Câmara de Alfenas (MG)

Seis vereadores de Alfenas, cidade localizada no Sul de Minas Gerais, flagrados em um vídeo recebendo dinheiro do prefeito Wurtemberg Manso, pediram, ontem, afastamento do cargo por tempo indeterminado e sem vencimentos. A informação é da assessoria jurídica da Câmara. Um sétimo vereador envolvido não precisou pedir afastamento porque é suplente e o titular irá reassumir a cadeira no Legislativo. Entre os vereadores afastados, está o presidente da Câmara, Paulo Afonso Becker, que concedeu uma entrevista coletiva. Becker disse que os parlamentares não cometeram nenhum crime e que serão inocentados.Os suplentes dos seis vereadores vão tomar posse na próxima semana. Os nomes ainda não foram divulgados. A fita com as imagens da distribuição de dinheiro foi entregue a um empresário da cidade pela ex-secretária da prefeitura, Andrezza Torres Chagas. Ela prestou depoimento ontem em uma audiência pública em Belo Horizonte. Assembléia Legislativa investiga o caso. A Procuradoria de Justiça Especializada em Crimes de Prefeitos pode pedir o afastamento do prefeito da cidade baseada na fita de vídeo e nos depoimentos do caso. Wurtemberg Manso ainda não comentou o assunto. As informações são da emissora EPTV.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.