Vereadores petistas não serão punidos, garante Lula

O presidente de honra do PT, Luiz Inácio Lula da Silva, afirmou hoje que os vereadores petistas Beto Custódio e Lucila Pizani Gonçalves não vão ser punidos pelo partido. Os dois parlamentares se recusaram a votar a favor do projeto que dá aumento de até 41,65% para os altos cargos de confiança da prefeita de São Paulo, Marta Suplicy (PT). Custódio foi contra o projeto nas duas votações da Câmara Municipal. Lucila votou a favor na primeira, mas se absteve na segunda votação. A atitude dos vereadores gerou uma crise na bancada. Hoje, o Diretório Municipal do PT afirmou que Custódio e Lucila foram "antidemocráticos" e "manipulados pelo malufismo e pelo tucanato". Em nota oficial, divulgada à noite, o diretório afirmou que Custódio cometeu um "grave erro político" e que não demonstrou "suficiente maturidade política". Hoje, Lula disse: "Temos que convencê-los com argumentos e politicamente. E não é com punição." Ele completou: "Acabou o tempo de colocar um grão de milho para a pessoa ajoelhar e ser castigada. É que nem tratar de pessoas que estão com alguma deficiência. Tem de tratar com muito carinho."

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.