Versão de taxista não convence a polícia

O taxista Claudionor Almeida de Souza, de 52 anos, principal suspeito da morte de sua mulher, a jornalista Sueli Jacinto, de 42 anos, estápreso na cadeia da Vila Tupi desde a madrugada desta sexta-feira.Ele havia sido chamado para um novo depoimento na noite desta quinta-feira, quando já estava com a prisão temporária de 30 dias decretada pela Justiça de Praia Grande.Mesmo com a prisão de Claudionor, os policiais continuam investigando os amigos da vítima e, nesta sexta, peritos fizeram nova vistoria na casa da Rua São José, 173, em Vila Caiçara, que havia sido alugada pelo casal para a lua-de-mel.Os policiais suspeitaram da versão apresentada por Claudionor Almeida de Souza. Ele e Sueli Jacinto se haviam casado na segunda-feira pela manhã em São Paulo e chegado a Praia Grande por volta das 15h30 para passar a lua-de-mel.Logo, ele percebeu que estava sem o documento de seu carro, deixou a mulher na casa e voltou aSão Paulo, tendo recebido os papéis de uma cunhada, numa estação do metrô.Retornou a Praia Grande e, ao chegar, por volta da 1 hora da madrugada, encontrou a casa de veraneio fechada. Bateu, não foi atendido e saiu a procurar a mulher. Às 8 horas ele estava tentando entrar na residência, e um vizinho encontrou o molho de chaves.Ao entrar, viu Sueli morta. Estava com os pés e mãos amarrados, a cabeça numa bacia com água e com a orelha decepada por golpes de um pau de macarrão. Nos depoimentos, Claudionor revelou informações não confirmadas, ao mesmo tempoem que familiares de Sueli, que impediram a presença do taxista no enterro e trocaramas fechaduras do apartamento onde o casal morava, revelavam detalhes que fizeram aumentar a suspeita.A prisão temporária de Claudionor Almeida de Souza, diz o delegado Carlos Batista, do 2º DP de Praia Grande, facilita o trabalho de investigação e proteção do taxista, que poderia ser vítima de vingança.Os amigos da jornalista Sueli Jacinto estão sendo investigados e pode haver outras pessoas envolvidas no crime.

Agencia Estado,

20 de dezembro de 2002 | 19h40

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.