Vestibular da Fuvest tem recorde de inscritos

As isenções da taxa do vestibularpara alunos carentes ajudaram a Fuvest a ter este ano o maiornúmero de inscritos da sua história. Farão a prova 159 milcandidatos, segundo avaliação preliminar da entidade, queencerrou suas inscrições hoje. O crescimento em relação a doisanos atrás foi de 10%; no mesmo período, a quantidade de isentosduplicou. Em 17 de novembro, quando ocorre a primeira fase daFuvest, 15 mil alunos carentes participarão do examegratuitamente. A entidade está sendo pressionada por cursinhoscomunitários a aceitar todos os 28 mil que se inscreveram para aisenção. Os que conseguiram o benefício foram selecionados pelaassistência social da Universidade de São Paulo (USP), queanalisou os pedidos. "A Fuvest sobrevive apenas do dinheiro das inscrições.Por isso, conceder um maior número de isenções custa muitocaro", diz o diretor da entidade, Roberto Costa. Segundo ele, aFuvest tem tido sucessivos prejuízos a cada vestibular; este anoforam R$ 800 mil. Além dos isentos, Costa acredita que o crescimentorecorde está ligado também ao aumento do número de alunos noensino médio. Segundo o Censo Escolar 2002, divulgado peloMinistério da Educação, o número de matrículas nos três últimosanos escolares que precedem o vestibular cresceu 4,6%, o maiorregistrado entre todos os níveis de ensino.O crescimento do número de inscritos, porém, nãoé proporcional ao aumento da quantidade de vagas oferecidas pelovestibular. Em 1997 se inscreveram 129.095 estudantes na Fuvest.Naquele ano, a entidade era responsável por selecionarcandidatos para a Universidade Federal de São Carlos (UFSCar), aUniversidade Federal de São Paulo (Unifesp), além da Faculdadede Ciências Médicas da Santa Casa e a USP. Estavam disponíveis8.458 vagas. Neste ano, serão 159 mil disputando 8.711 vagas,com a diferença que agora a Fuvest inclui apenas a seleção daUSP, da Santa Casa e da Academia de Polícia Militar do BarroBranco. Na Universidade Estadual de Campinas (Unicamp), esta é aúltima semana para comprar o manual do vestibular. A venda estásendo feita por agências credenciadas do Banespa e do Santanderaté sexta-feira, onde o candidato também precisa pagar a taxa deR$ 75. O manual custa R$ 10. A ficha de inscrição, preenchida epaga, deve ser entregue nos postos da Unicamp no sábado e nodomingo.Foram abertas hoje e vão até o dia 18 asinscrições para o vestibular da Unifesp. Este ano, ovestibulando pode também se inscrever pela internet, no sitewww.vunesp.com.br. Para inscrições pessoalmente, o candidatodeve comprar o manual por R$ 7, pagar a taxa de R$ 65 e entregara ficha preenchida em qualquer agência do Banespa.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.