''''Vi um buraco na minha cabeça e pensei: eu fui''''

José Carlos Horas foi atingido pela mesma bala que Paulo Campos

Jones Rossi, O Estadao de S.Paulo

01 de dezembro de 2007 | 00h00

Um mesmo tiro quase matou José Carlos Horas, de 47 anos, e Paulo de Campos, de 84, ontem na hora do almoço. O disparo feito, segundo testemunhas, pelo policial à paisana Alberto de Araújo, que tentou parar os assaltantes na Estação Sé do Metrô, atingiu em cheio o ombro de Campos e passou de raspão pela cabeça de Horas. O profissional autônomo seguia para a Estação São Joaquim, a caminho do trabalho, quando, ao descer na plataforma da Linha 1, na Sé, viu uma multidão correndo e decidiu seguir o fluxo. Nessa hora, sentiu o que descreveu como "um risco na testa". Escutou só um tiro. "Não sei de onde veio. Vi um buraco na minha cabeça e pensei: acho que dessa vez eu fui. Mas um rapaz colocou um pano na minha cabeça para estancar o sangue e falou para eu não me preocupar, que tinha sido superficial", relembra Horas, que não soube dizer de onde veio o disparo que o atingiu na cabeça, se da arma do policial ou da do assaltante. Católico, pai de Fernando, de 26 anos, Vanessa, de 24, e Julia, de 8, e avô de uma menina de 4 anos, ele só pensava em voltar para casa e descansar ao sair do pronto-socorro do Hospital Municipal Vergueiro, na Liberdade, com um curativo na cabeça e várias manchas de sangue espalhadas pela camisa. "O susto foi grande", afirmou o filho, Fernando.Por um susto quase tão grande passou Suzette Cícero da Silva, de 25 anos. Grávida de 7 meses de Henrique, Suzette ficou presa por 15 minutos entre as Estações Liberdade e Sé. Quando desembarcou, um dos assaltantes passou correndo por ela. "Não pensei em nada. Foi um pânico tremendo. Achei que fosse morrer." Em seguida, desmaiou. Acordou com os agentes de segurança do Metrô a sua volta. Mas saiu do hospital ainda à tarde, sem maiores problemas.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.