Viação Iguatemi está parada há 9 dias

Entra no 9.º dia a greve dos motoristas e cobradores da Viação Expresso Iguatemi que reivindicam os pagamentos de vales-alimentação, vales-refeição, cestas-básicas e férias vencidas. A paralisação dos 300 funcionários, que deixam de operar oito linhas feitas por 57 ônibus, continua prejudicando 19 mil moradores de bairros como Belém, São Mateus, Sapopemba e Vila Prudente, na zona leste da capital.

Agencia Estado,

11 de setembro de 2001 | 06h12

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.