Viação Itapemirim contesta reportagem

A Viação Itapemirim enviou uma nota contestando a matéria publicada pelo Portal do Estadão no dia 15 de março de 2006.Leia a notaEm relação à matéria publicada, no último dia 15, com o título "Falta de etiqueta em bagagem impede polícia de prender traficante", a Viação Itapemirim informa que: 1. Não há possibilidade de haver em seus veículos qualquer bagagem sem etiqueta de identificação, no bagageiro. Dessa forma, a Viação Itapemirim desconhece a afirmação do policial, da Polícia Rodoviária Federal, que declara ter multado a Itapemirim por falta de identificação de bagagens. 2. A Viação Itapemirim segue as normas da ANTT - Agência Nacional de Transportes Terrestres, órgão que regulamenta o transporte rodoviário de passageiros. De acordo com essas normas, a bagagem de mão é de responsabilidade do passageiro. Assim sendo, a declaração não condiz com a política da Viação Itapemirim. Esse esclarecimento é necessário por respeito aos nossos clientes e aos seus leitores que merecem receber a informação correta. A Itapemirim está na estrada há 50 anos; o conforto e a segurança daqueles que viajam com a gente são questões cercadas de muito cuidado. Só assim, podemos manter a liderança no setor de transporte rodoviário de passageiros, posição conquistada com muito trabalho, responsabilidade e seriedade.

Agencia Estado,

03 de abril de 2006 | 17h33

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.